Temos falado sempre por aqui sobre como evitar os variados tipos de ataques virtuais que estão tão em evidência, assim como sobre os cuidados para manter os computadores seguros e bem-cuidados. E é importante reforçar sempre o assunto. Para as empresas, além de todas as medidas para manter-se longe das ameaças cibernéticas, também é importante sempre orientar e fazer campanhas junto aos colaboradores sobre o uso consciente e seguro da internet, especialmente nesse momento em que muitos estão no modelo home office.

Pensando nisso, a SaferNet, entidade de proteção e combate a violações dos direitos humanos na internet, criou uma lista com dicas para uso consciente da internet.

Confira as dicas da SaferNet para usar a internet de forma mais segura e consciente:

  1. Verifique as configurações de privacidade nas redes sociais e atualize-as sempre que necessário. Não deixe dados pessoais acessíveis a desconhecidos.

  2. Utilize sites seguros sempre que possível. Como aqueles que possuem https (navegação criptografada), pois as informações enviadas para eles é mais segura.

  3. Se não tiver tempo de ler todos os termos e condições quando realizar o registro em um site novo, recorra a ferramentas como EULAlyzer, que analisa as licenças.

  4. Denuncie conteúdos impróprios encontrados na web.

  5. Lembre-se que as relações estabelecidas na internet merecem os mesmos cuidados tomados no contato pessoal. Não revele a estranhos informações pessoais, não deixe seus dados salvos em conversas ou por e-mail.

  6. Se tiver algo de íntimo ou sigiloso para dizer a alguém, fale pessoalmente, ou faça uma chamada. Sistemas de mensagem de texto, vídeo e áudio podem ser facilmente copiados ou compartilhados.

  7. É fundamental pensar antes de publicar algum conteúdo. Controle o que e pra quem você publica. Em algumas redes sociais você pode escolher o que quer tornar público e o que apenas seus amigos podem ver.

  8. Evite dar endereços dos lugares que frequenta, mora ou estuda. Muito cuidado com o check-in.

  9. Evite fazer videochamadas com estranhos. Sua imagem pode ser manipulada e você ser ameaçado de ter essa foto montada em situações humilhantes e divulgada.

  10. Não se deixe fotografar em cenas comprometedoras, nem mesmo envie qualquer foto comprometedoras a terceiros. O conteúdo pode cair em mãos erradas.

  11. Opte por gravar conversas quando se sentir ameaçado. Bloqueie o contato dos agressores no celular, chat, e-mail e redes de relacionamento.

  12. Use senhas fortes, mesclando números, letras e outros caracteres. Não compartilhe suas senhas com ninguém. Não repita suas senhas e, caso precise armazená-las, que seja em local protegido. Serviços oferecem tokensno celular para dificultar roubo de senhas.

  13. Coloque uma senha em sua rede wi-fi e troque a senha padrão do roteador.

  14. Instale um antivírus em seu computador e o mantenha devidamente atualizado. Habitue-se ainda a manter as mais recentes atualizações disponíveis do fabricante do sistema operacional.

  15. Bloqueie suas telas sempre que se ausentar do computador e acostume-se a fechar sua sessão ao utilizar computadores públicos, ou então, use o modo anônimo do seu navegador preferido.

  16. Faça operações que envolvam senha apenas em dispositivos pessoais.

  17. Aprenda a deletar ou bloquear as informações do smartphone de forma remota, em caso de roubo, você pode manter seus dados seguros.